Águas de Lisboa e Vale do Tejo inicia atividade


Realizou-se hoje a primeira Assembleia Geral da empresa Águas de Lisboa e Vale do Tejo, dando início à atividade da concessionária responsável pelo sistema multimunicipal agregado de abastecimento de água e saneamento de Lisboa e Vale do Tejo, cuja gestão operacional do sistema foi delegada na EPAL.


A realização da primeira Assembleia Geral decorre da entrada em vigor, hoje, do respetivo Decreto-lei de constituição da Empresa e destinou-se a eleger os órgãos sociais para o triénio 2015-2017, os quais poderá consultar aqui.

 A Águas de Lisboa e Vale do Tejo, S.A. foi constituída pelo Decreto-Lei 94/2015, de 29 de maio, mediante a agregação das empresas Águas do Zêzere e Coa, Águas do Centro, Águas do Oeste, SIMTEJO, SANEST, SIMARSUL, Águas do Norte Alentejano, Águas do Centro Alentejo, integradas no Grupo Águas de Portugal.

A nova empresa agregada passa a servir 80 municípios, abrangendo uma população de 3,7 milhões de habitantes, numa área territorial correspondente a 22% do território continental português, sendo a gestão operacional do sistema delegada na EPAL.  

A constituição da Águas de Lisboa e Vale do Tejo integra o processo de reorganização das operações do Grupo Águas de Portugal, no âmbito da reestruturação do setor das águas preconizada pelo programa do XIX Governo constitucional, tendo por objetivos promover a obtenção de economias de escala que garantam sustentabilidade económica, social e ambiental dos serviços e assegurar maior equidade territorial e coesão social, diminuindo a disparidade tarifária resultante das especificidades dos diferentes sistemas e regiões do país.